Visitas



Amigos

online

O Mundo

Locations of visitors to this page
.arquivos

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011
Longe de tudo...

 

Começar a semana desta forma é começar um pesadelo.

 

A vida teima em apresentar retrocessos

 

Cansado de viver, quero fugir deste mundo, desta vida sem nexo e sem sentido

 

Fugir?

 

Aqui ou no outro lado do mundo, não consigo esquecer.

 

Em qualquer parede branca vejo um  só nome.

 

Nunca mais chega a hora de ver apenas o branco da parede.

 

Cansado de chorar!

 

publicado por Lover às 23:22
link do post | comentar | favorito
|
O último choro...

 

 

Se amar é...

 

Deixar cair o garfo do almoço sem forças para continuar,

 

As lágrimas chegam aos olhos num ápice.

 

Na tela da vida vejo horas perdidas,

 

Frases proferidas numa parede branca.

 

Palavras perdidas.

 

Choro!

 

- Então jamais quero saber o que é o amor!

 

 

publicado por Lover às 13:30
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Fevereiro de 2011
Amar-ME...

 

 

 

Domingo, o sol espreita pela janela, espalha-se pelo jardim verde e fresco, encantando qualquer janela e qualquer olhar, contudo teimo em fechar-me no meu castelo de sonho onde a chuva cai com intensidade e a trovoada provoca uma insanidade mental...

 

É injusto!

 

A música inspira-me a escrever muito mais, mas o frio gela-me o corpo e obriga-me a ficar por aqui para não incomodar nenhuma mente obscura que não entenda a verdadeira essência do amor.

 

Chegou a hora de aprender a viver comigo e a amar-ME!

 

Bom resto de dia...

 

publicado por Lover às 16:24
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Fevereiro de 2011
Amar e não ver amor!

 

A nostalgia da música entra no ouvido, atacando o coração como se fossem flechas de um cupido em fúria.

A dor deixa todo o meu corpo numa chama só...

 

Não sabem o que dizem mesmo!!!

 

A dor do amor sinto-a eu... infelizmente!

 

Ninguém merece que sofra em vão!

 

Um lágrima solta-se num recanto para ninguém ver!

 

Mas, ninguém entende a dor de amar e não ver amor!

 

publicado por Lover às 18:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Fim-de-semana?!?

 

Há músicas que ficam e ficarão para sempre guardadas em mim...

 

Pena que teimam em querer fazer-me sentir ódios e raivas que não têm sentido de existência...

 

Pena... Pena... Pena...

 

- Um sofá, uma lareira, uma almofada e um gato como melhor companhia -

 

Fim-de-semana...

 

Vou tentar modificar a banda sonora!

 

Já dormi demais!

publicado por Lover às 12:56
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011
Aqui, não fico...

 

 Sexta à noite! A semana termina por aqui. Os objectivos foram cumpridos, mas a pior parte vem a seguir: enfrentar o silêncio do fim-de-semana. A agenda vazia!... 

 

- Aqui não fico!

 

- Segue o exemplo... Segue em frente...

 

Fuiiiiiiiiiii!

 

publicado por Lover às 20:40
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011
Fingindo... Nada é dor...

 

Esta é uma daquelas versões que arrasa com a minha nostalgia...

 

Enquanto finjo que nada sinto, porque inteligente é o poeta fingidor, já afirmava um dos célebres senhores da nossa literatura...

 

Fingindo que nada se sente, nada se sofre...

 

Sou pecador nato, porém a fúria do julgamento condena-me à dor...

 

Mas continua a fingir! Eles não sabem o que dizem,

 

Se soubessem a verdade, o silêncio imperava!

 

publicado por Lover às 18:15
link do post | comentar | favorito
|
Músicas...

 

 

 

 

Quando a saudade bate, a dor toma conta dos próprios sonhos e arrasam com qualquer noite de paz...

 

Porquê?

 

...

 

Ninguém dá resposta!

 

...

 

As incertezas de hoje, afirmar-se-ão no amanhã!

 

publicado por Lover às 13:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011
Amar?

 

 

«Amar? Para quê?

 

Por um tempo, não vale a pena.

 

E, para sempre, é impossível.»

 

Triste verdade...

 

Triste fado...

 

Triste ver que as palavras rudes são tão fáceis de pronunciar, quando jamais foi simples evidenciar carinho nas frases.

 

Triste...

publicado por Lover às 13:09
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011
...
 

 

«Lembro-me das noites sem dormir
Das canções que ouvíamos lado a lado
Segredos e frases que então trocamos
Naquele vazio do passado
Eu sei que tudo passa
Tudo fica para trás
É como um livro que não li
Por isso eu sinto e sei que te vou esquecer
Que desta vez irei dizer
Eu primeiro
Virar a página é querer rasgar as cartas que eu te escrevi
Sei que vou sair e viver sem ti»

 

 

Nunca entenderam verdadeiramente o meu amor...

 

 

«Por isso eu sinto e sei que te vou esquecer
Que desta vez irei dizer
Eu primeiro
Virar a página é querer rasgar as cartas que eu te escrevi
Sei que vou sair e viver sem ti»

 

 

Linda a música

Letra com total sentido.

 

 

publicado por Lover às 16:22
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2011
Amar?
 

 

Hoje, sexta, dia dos amores, é dia de cortar dos pulsos!!!

 

LOL

 

Na poesia as palavras soltam-se ao som da música

 

Luta-se pelo amor, chora-se de saudade, incomoda-se o coração

 

Na realidade, ninguém soube lutar por mim

 

Amar é mesmo o quê?

 

Não sei...

 

Amar???

 

NÃO!

publicado por Lover às 11:37
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011
Momentos meus...

 

SAUDADE!

 

«Eu não sei parar de te olhar
Eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não sei parar
De te olhar»

 

 

publicado por Lover às 13:33
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011
Recordações...

 

 

 

 

«Víveme sin miedo ahora
Que sea una vida o sea una hora
No me dejes libre aquí desnudo
Mi nuevo espacio que ahora es tuyo, te ruego

Víveme sin más vergüenza
Aunque esté todo el mundo en contra
Deja la apariencia y toma el sentido
Y siente lo que llevo dentro»

Ando seis anos para atrás no calendário, vejo-me longe do meu país durante um mês que serviu para colocar ordem e sentido numa vida que se quebrou. Passado todos estes anos, volto a encontrar esta música que servia de banda sonora a uma novela de faca e alguidar (seria mexicana, talvez!), mas que era o som perfeito de todas as noites. A doce voz e a melodia simples, contagiavam a minha alma naqueles dias de Verão e, agora, vivendo este frio de Inverno, volto a ouvir e a querer sentir aquele calor e aquela paz.

 

- Estamos no bom caminho, rapaz! Continua que o passado está lá atrás. Reage e pensa agora no futuro que ainda é longo, mas que está recheado de novidades positivas. Estiveste preso tempo de mais, não souberam ir à guerra contigo, mas tu sabes lutar como ninguém... Continua!

 

Volto ao presente e ao frio, mas tenho fé  que rapidamente se fará Verão em mim.

 

publicado por Lover às 13:43
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011
Ausência...

 

 

Acordo no meio da noite com a sensação de um abraço, a minha pele estica-se e a minha alma eleva-se com a dor da ausência. Até quando passarei por esta raiva ruidosa de sentimentos. Se do outro lado jamais sentirão e mostrarão o mesmo, para quê perder mais tempo a imaginar algo e alguém?

 

Acabou...

 

 

publicado por Lover às 12:10
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 13 de Fevereiro de 2011
Dança da manhã!

 

«Quiero que me mires a los ojos
y que no preguntes nada más
quiero que esta noche sueltes
toda esa alegría que ya no puedes guardar.»

 

O segredo está aqui, ouvir, dançar, soltar, espalhar energia e afastar os agouros e os maus tempos da vida. Hoje, acordei serenamente e, com uma manhã de chuva e um céu carregado, dou por mim a dançar com as músicas do Diego... Estou bem? Óptimo, mesmo! Com saúde e energia para prosseguir um caminho que é apenas meu... Não vale de nada olhar para trás! O meu segredo é seguir em frente, lutando por mim e, uma vez que ninguém por mim luta, luto eu... 

Vamos à dança!!!

 

«Soy como el agua del río
y por el camino me dejo llevar
porque aprendí que la vida
por todo lo malo algo bueno te da»

publicado por Lover às 11:16
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 12 de Fevereiro de 2011
Esperança...

 

«Sé que las ventanas se pueden abrir
cambiar el aire depende de ti
te ayudara vale la pena una vez más

Saber que se puede querer que se pueda
quitarse los miedos sacarlos afuera
pintarse la cara color esperanza
tentar al futuro con el corazón»
 
Esquecer mesmo os medos, as angústias e as negras calçadas do passeio da minha vida, seguindo em frente com a verdadeira..
Cor da Esperança!!!
 
Força!...
publicado por Lover às 14:01
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011
Seguindo em frente...

 

Só para afastar esta tristeza
para iluminar meu coração
falta-me bem mais tenho a certeza,
do que este piano e uma canção.

 

Falta me soltar na noite acesa
o nome que no peito me sufoca,
e queima a minha dor.

 

Falta-me solta-lo aos quatro ventos
para depois segui-lo por onde for,
ou entao dize-lo assim baixinho
embalando com carinho,
o teu nome, meu amor.

 

Porque todo ele é poesia,
corre pelo peito como um rio
devolve aos meus olhos a alegria
deixa no meu corpo um arrepio,
porque todo ele é melodia
porque todo ele é perfeição.
É na luz que vem.

 

Falta-me dize-lo lentamente
falta soletra-lo devagar,
ou então bebe-lo como um vinho,
que dá força pro caminho
quando a força faltar.

 

Falta-me solta-lo aos quatro ventos
para depois segui-lo por onde for,
ou então dize-lo assim baixinho
embalando com carinho,
o teu nome, meu amor.

 

Agora quero guardar o Teu nome num cofre, bem fechado, onde volte sempre para matar saudade, contudo fechado e guardado dar-me-às tempo para seguir em frente a solo com força e garra para te esquecer. Quero relembrar-Te apenas nos dias de sol e de calor, como um sopro de ar fresco que me abraça. O teu nome ficará cá guardado!...

publicado por Lover às 12:23
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011
Abraço...

 


Dá-me um abraço que seja forte

E me conforte a cada canto

Não digas nada que o nada é tanto

E eu não me importo

.. ..

Dá-me um abraço fica por perto

Neste aperto tão pouco espaço

Não quero mais nada, só o silêncio

Do teu abraço

.. ..

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço

 

Com saudade de algo e de alguém...

publicado por Lover às 19:50
link do post | comentar | favorito
|
Poesia perfeita...

 

 

Sei de cor cada lugar teu
atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que é bom de guardar

 

Pensa em mim protege o que eu te dou
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem não tem medo de naufragar

 

Fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vais guardar e abraçar
tudo o que eu te dei

 

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve pra longe de nós
e que um dia o tempo pareça perdido
e tudo se desfaça num gesto só

 

Eu Vou guardar cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar

 

São letras destas que remetem tudo à insignificância e deixam-nos sonhar na perfeita nuvem dos sentimentos...

 

Pena que a vida não é poesia perfeita!

publicado por Lover às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Mais um dia...

 

 

 

«É melhor ficarmos por aqui... O melhor de tudo é dizer adeus»

 

Nesta fase de separação de cinco intensos anos, afirmar que o melhor é 'dizer adeus' é uma incongruência com sentido repugnante, contudo conscientemente óbvia e sadia. Há que dizer 'adeus' ao passado e abraçar o futuro, para que possa aguentar as horas em que a minha mente teima em ser ocupada pelo teu nome.

 

- Um dia dir-te-ei outras palavras!...

 

(a música é daquelas que dá vontade de cortar os pulsos, mas a letra faz-me completo sentido nesta fase da minha vida)

 

publicado por Lover às 12:44
link do post | comentar | favorito
|

Eu...


E-MAIL: versatilidades_blog @hotmail.com



A Minha Marca

lover1.JPG


.pesquisar
 

Para ti


Olá...

Agradeço a tua visita ao meu blog...