Visitas



Amigos

online

O Mundo

Locations of visitors to this page
.arquivos

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2005
...
revoltasminhas.jpg

Hoje, não quero conjugar palavras, apenas quero fixar neste fundo negro a revolta que me marca.
Há dias vi um programa de televisão e fiquei estupefacto. Descrevia-se a situação de uma mulher que durante 15 anos nunca descobriu que o seu marido era homossexual. Durante 15 anos, esta mulher viveu ao lado de um homem, sem nunca desconfiar de nenhuma atitude, de nenhum gesto? Ao fim de 15 anos de casada descobriu tudo!... Imagino apenas, a sensação da descoberta: o companheiro de todas as horas e minutos era homossexual. Uma mulher deve-se sentir um autêntico esfregão, na verdadeira essência da palavra.
Hoje, falo-vos desta história, porque disse-me muito! Eu namorei durante três anos com uma mulher e posso-vos dizer, apesar de pensar em homens, nunca a trai! No entanto, o meu pensamento, em muitas noites, poisava em corpos masculinos, em carinhos entre homens. Ao fim de três anos de namoro achei que não podia ser feliz ao lado de uma mulher e escolhi. Separei-me daquela mulher jovem e linda, deixei-a num grande sofrimento e hoje estou aqui, apenas sozinho. Já consegui conhecer melhor o ‘mundo gay’, já tenho algumas experiências que me conferem algumas opiniões. Sinceramente?!? Dava tudo para ser heterossexual. Porquê? Se muitos gays acusam, com razão, a sociedade de hipocrisia, eu culpo uma grande parte dos gays de se auto-descriminarem, de se auto-culparem. Uma grande parte não pensa em mais nada do que simplesmente prazeres momentâneos e fugazes. Que animais!!!
Consegui conhecer alguns bons amigos, mas continuo numa luta com esta revolta. Não há dia que consiga deixar de pensar no outro lado do passeio. No outro lado da estrada podia estar feliz? Não! A minha felicidade não pode passar por uma vida dupla ao lado de uma mulher e quando vi aquele programa, aquela dor no feminino, eu entendi que nunca poderia destruir a vida daquela minha companheira de três anos, mesmo que ela ainda me ame! O tempo a ajudará, eu espero!
Eu, continuo a vaguear por chats, por linhas e linhas de conversas básicas, em busca de uma alma que consiga mostrar-me o outro lado. Este lado onde permaneço há espera da luz que ilumine o meu caminho. Hoje, entendo porque tantos homossexuais optam por casar e esconder a sua verdadeira orientação, afinal é muito mais fácil. Será que vou seguir o caminho da facilidade?
publicado por Lover às 23:10
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De plcj a 30 de Novembro de 2006 às 21:25
Olá. Visitei o teu blog. Gostei bastante. Os meus sinceros parabéns pela rejubilante e enternecedora sensibilidade demonstrada pelas tuas simples palavras.
Todas as felicidade. Amanhã é sempre um dia melhor ... mas hoje, agora é sempre tempo para lutar-mos pela nossa felicidade ... que por mais complicado que pareça, esta reside sempre nas "pequenas" coisas da nossa vida.

slow_
De Ana a 20 de Agosto de 2006 às 15:05
Gostei da tua sensibilidade, embora me custe aceitar a homossesualidade. Mas cada um é como é.......Penso que a deves assumir abertamente na vida diária, tal como o fazes no blog. Só te aceitando a 100% poderás ser feliz.
Tb eu fui deixada, ao fim de sete anos, e creio k pelos mesmo motivo k tu deixaste a tua namorada.Ainda hoje vivo na dúvida e ma tristeza de saber k ele nunca vai assumir-se como homossesual , o k vai fazer que nunca seja feliz como merece.
Desejo sinceramente que possas encontrar alguém k te ame como mereces e sejas muito feliz.
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2005 às 00:19
adorei o que li. pocuos conseguem expressr de uma forma tao nitida o que sentem. Se de alguma forma puder vir a ser teu amigo adoraria. Um simples amigo, com quem possas falar, conversar, trocar ideias. Espero que encontres o teu amor, da vez mais dificil no mundo que corre, procura..... tb procuro..... iras encontrar....como espero vir a encontrar....nuno
</a>
(mailto:klwz@clix.pt)
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2005 às 17:38
Ah, oceano feito de lembranças,
ouço em minha cabeça teu rugido
trazendo ondas tantas de saudade
de certos tempos, olhos e lugares.
São turvas essas águas do passado
mas claros são os gestos vindo à tona,
de um fantasma doce, mentiroso,
suas promessas vãs nas profundezas.

Levar a terra firme essa jangada
ao navegar, são as ordens de agora,
pedindo que o vento das marés
saiba arrastar consigo essa tristeza.
Guarda oceano, a fúria desta noite,
transforma essas lembranças em espumas


oi o teuh blog ta mt fixe emsmo mt bem organizado e com ideias mt originais..deves continuar a postar nesse tipo de textos axo mt interessntes e as imagens tmb tao fixes
kd puderes passa plo meu..nao ta tao bom como o teu mas irei melhorar..http://magoadaporti.blogs.sapo.pt
fica bem bjux fxxsofia
(http://magoadaporti.blogs.sapo.pt)
(mailto:sofia_ribeiro21@hotmail.com)
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2005 às 20:39
Amigo,os teus sentimentos sao lindos.
A tua alma pura transmite tudo o k sentes duma forma tao bela...
Adorei cada palavra e tudo o k escreveste aki,ja mo tinhas contado e sabes kal a m mnh opiniao...
Um bj enorme nesse coração lindo...moreninho
(http://www.regressaami.blogs.sapo.pt)
(mailto:D_F_A_@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2005 às 02:08
Esse não é certamente o caminho da felicidade meu amigo ,porque tu procuras um ser que foi criado no teu subconsciente.Pois é!
vitor
</a>
(mailto:lasvegas11@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2005 às 21:38
Gosto muito do teu blog.
Espero que encontres quem te faça feliz e te ame como desejas.
beijinhosMaria Joao
</a>
(mailto:arcoiris.2005@hotmail.com)
De Anónimo a 3 de Janeiro de 2006 às 23:32
Fiquei admirado por tamanha sensibilidade, tb acredito na honestidade acima de tudo, devemos sempre mostrar-nos de maneira consciente diante da nossa vida sem que atrapalhemos as vidas alheias, sejam homens ou mulheres. Abraço carinhoso de alguém que te leu e gostou muito.
WELLSSWellss
</a>
(mailto:wells2001@hotmail.com)
De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 01:03
eu adorei e a minha cara este testo vc e poeta geovane
(http://geob=)
(mailto:vaninholindo@yahoo.com.br)

Comentar post