Visitas



Amigos

online

O Mundo

Locations of visitors to this page
.arquivos

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005
Janelas de um mundo cinzento...
janela1.jpg



Aqui estou, numa página em branco, marcando o sofrimento e a desilusão que marcam os minutos deste dia. Lá fora o céu cinzento é o espelho da minha alma fragilizada e ténue, caída num poço de melancolias, de angústias.
Não suporto os caminhos que me destinaram, não suporto estas estradas de amargura que marcam estes minutos que atravesso. Estou destinado a perecer nesta mágoa, nesta nuvem cinzenta, neste barco de dor… Tenho forças para lutar, mas cada luta revela-se inútil, cada novo alento cai por terra num gesto frio, cruel, doloroso.
Olho para fora da janela que me separa desse mundo de Homens sem destino, sem compaixão… sem nada! Quero tudo e não tenho nada, quero ser a pessoa que nunca serei e debaixo deste marasmo de agonias, continuo em busca da esmeralda que teima em se perder de mim, teima em se desvanecer no meu horizonte. Será demais pedir amor? Será demais pedir felicidade? Não, nada é demais. Mas hoje, tudo o que é demais marca, negativamente, os meus minutos. Ilusão da minha mente que, obstinada, quer alcançar o patamar da tranquilidade que foge diariamente de mim.

Escrevi este texto num momento em que a minha alma era possuída pela negatividade. Hoje, nesta nova casa, espero encontrar muitos minutos de felicidade e espero ter força para transmitir muita energia positiva. Viva a nossa felicidade!
publicado por Lover às 15:50
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 17:11
Ola Meu amigo.

Pelos Vistos sou a 1ª a Comentar nesta tua nova casa, que honra e tenho a certeza que aqui vais ser muito feliz e quando menos esperar vais encontrar a felicidade e quando isso acontecer vais ver que vai tudo parecer mais fácil. Apesar de eu saber que é complicado. E sempre que precisares sabes que eu estou aqui para te apoiar e ajudar no que precisares.
Desejo-te tudo de bom e Muitas Felicidades Tu mereces.
Gosto muito de Ti Lindo

Beijos desta Tua Amiga

Isabel
Isabel
(http://receitasedicas.blogspot.com/)
(mailto:isabell_isabell@hotmail.com)
De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 19:16
Amigooooooooooooooooooo!!!! Gostei do novo começo!!!! E o texto tá lindo, como sempre! Beijos!Trintinha
(http://www.casadostrinta.blogspot.com)
(mailto:casadostrinta@hotmail.com)
De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 20:54
Como gostei destas Versatilidades, desta casa cheia de situação, cheia de encantos da alma, dos desejos, das pulsões e de tudo o que movimenta a interioridade. Espero que encontres aqui o teu lugar. Parabéns pelo belo trabalho e para quem contigo fez este blog. Já te linkei no meu blog. Voltarei sempre que seja possível. Abraço-te com tudo de bom. Jinhos do Samuel, o Ventoso. Rua dos Nomes
(http://ruadosnomes.blogs.sapo.pt/)
(mailto:cerejeira2005@hotmail.com)
De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 21:07
Olá!
Desde já parabéns pelo blog.

A felicidade é quase um estado "climatérico"...
Está sempre a sofrer alterações com o minimo sopro de vento.

Procuras apenas ser feliz; a luz.
Poderás estar numa fase escura, mas lembra-te que o reverso da sombra é a luz.
Basta contrariar, muitas vezes, a tendência de caminhar pelo escuro e passar para o outro lado.

Não existe luz sem sombra e sombra sem luz.
Apenas um raio faz toda a diferença e, depois é só seguir o rastro.

Um abraço

Monóxido de CarbonoMonóxido De Carbono
</a>
(mailto:monoxidodecarbono@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 23:54
Gostei muito deste teu texto.Ainda bem que a felicidade te bateu à porta.Beijinhos
MariaIIMaria
(http://vahalla.blogs.sapo.pt)
(mailto:mariam12@sapo.pt)
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 15:13
Olá amigo! Então tudo bem ctg? Espero bem que sim, e ainda para mais com casa nova. Tenho a certeza que vais ter aqui muitos momentos felizes. Belo começo. Muita sorte para ti. E já sabes, conta cmg. Bjo especial.Homosexual Life
(http://www.homosexuallife.blogspot.com/)
(mailto:homoslife@hotmail.com)
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 18:59
Oi!
Obrigado pela visita e pelo comentário no meu blog, o teu blog t está muito bom e este texto está excelente.Parabéns e bom fim de semana.Fátima
(http://meuamorsolar099.blogs.sapo.pt)
(mailto:sol_lua026@hotmail.com)
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 21:56
este cantinho estaa em branco...em breve deve ficar muito preenchido ;). 1001 bujitos*Slayra
(http://pensamentosembranco.blogs.sapo.pt)
(mailto:anakatcc@hotmail.com)
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 22:17
Esta tua nova casa tá o must, mas n a transformes num antro de tristezas, lá no fundo da tua alma deve existir algo positivo, algo de muito bom, k apenas precisa de amor para brotar cá para fora, e não só em pessoas encontramos esse amor k tanto precisamos, também no sol, na lua, na vida...vive e deita-te apenas para morrer!!gi
(http://essenciademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:gina.pinto@sapo.pt)
De Anónimo a 19 de Novembro de 2005 às 09:55
Parabéns pelo teu novo espaço....belo, simples, à tua imagem!Voltarei aki....Luar
(http://www.osmanos.blogs.sapo.pt)
(mailto:amor_amizade_1980@hotmail.com)

Comentar post