.arquivos

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

Quarta-feira, 31 de Maio de 2006
...

Hoje, debato-me com esta ideia básica de príncipe apaixonado, que num momento solitário, questiona o mundo e entra na fase de uma corrente filosófica barata. A irresponsabilidade mental é a minha aliada nestes minutos de parvoíce.
Hoje, dou por mim tentando explicar a inquestionável explicação para o ‘amor’. Sim, estou amando com o natural fervor da paixão! Que bom! (Roam-se as bichas invejosas! Cuidado que a manicura está cara!) – Eu bem digo que hoje os meus neurónios estão ardendo em febre! – Na verdade, hoje penso em como o amor toca na nossa sensibilidade e desperta as mais impetuosas e pecadoras ideias que habitam em nós. È, nestes momentos, que me admiro observando as mais indiferentes imagens deste mundo. É, nestes momentos, que imagino o imaginável! Acreditem, é nestes momentos de amor, em que beijamos a descontracção e abraçamos a tranquilidade, que sabemos admirar a essência perfeita desta vida e reconhecemos os nossos verdadeiros sinais vitais. Entenda-se que hoje estou no mais ridículo do meu ‘eu’, mas se for ridículo amar, então, meus amigos, desejo que a minha vida mergulhe para sempre no mar dos ridículos. Estou a precisar de férias, ou será que concordas comigo? – Como é ridículo o amor!!!
publicado por Lover às 18:33
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Life a 31 de Maio de 2006 às 23:01
Oi! O amor é ridiculo sim, tem momentos, às vezes nem damos conta do que fazemos, mas sem amor nada existe, nada faz sentido! Tavas inspirado... lol
Gostei de ver! O amor que transborda em ti é magnifico! Bjo especial!
De silêncios a 31 de Maio de 2006 às 22:32
Pois é meu amoró amor é mesmo ridiculo,capaz de nos fazer dizer cada coisa.
Mas cada coisa que dizemos nos enxe a alma nos preenxe o coração e faz cresçer cada vez mais o que temos la no fundo.
Um grande amor.
Embora possamos enfrentar dificuldades devido há distancia e artritos entre nos.
O que temos cá dentro irá superar isso tudo meu amor.
Dizes que estás ridiculo,mas estás tao belo...
Cada vez mais junto do meu coração cada vez te sinto mais meu.
Sinto o meu amor por ti cresçer cada vez mais.
Duvidas que possam existir???
Não!!!
Não tenho dúvidas nenhumas ao que sinto cá dentro mas sim tudo fica cada vez mais claro que foste feito para mim e que juntos teremos que acabar.
Amo-te meu amor,mais para além do que possas imaginar.
Acredita...
Alguma vez te menti???
De maria a 31 de Maio de 2006 às 22:13
Ola gostei muito do teu blog, continua...
Sim as vezes o amor e ridiculo... mas e ele que comanda a vida, por isso continua a amar!
abraco.
De THIAGO P. a 31 de Maio de 2006 às 21:47
Tenho que concordar contigo. O amor é realmente ridiculo e faz-nos fazer coisas mesmo muito ridiculas. Mas o que importa ele ser ridiculo? O importante é termos alguém para amar, ou não??
Abraços e felicidades!

Comentar post

.pesquisar