De AP a 5 de Agosto de 2006 às 17:24
"Quem não gostar, passe em frente que logo eu lhe passo ao lado!"
Maravilhosa forma de terminares a tua confissão.
Sabes, vivo uma situação que também todos apelam de "proibida". Sou casada, mãe e apaixonei-me por outro homem. Tal como tu, passei momentos de profundo horror. Senti-me pecadora, traidora e imoral. Derramei lágrimas, deixei de comer, perdi noites de sono, enfim... Tive momentos de rejeição de mim própria, tive momentos de receio, tive momentos de desespero. Cheguei a julgar-me. No entanto perdi tempo comigo e descobri que nada fiz para reencontrar o amor junto de outra pessoa. Este amor surgiu e cresceu. Tentei afastá-lo e não fui capaz. Confessei-o. Embora não viva esse amor de "carne e osso", hoje, sinto-me aliviada, bem comigo mesma, capaz de enfrentar o mundo e, tal como tu, olhar de frente para quem me olhar de lado, sabes porquê? porque assim sou eu própria. Sou como sou, aceita-me quem quer.
Deixo-te um beijo de felicidade e, os meus parabéns.
Aceita uma amiga de coração.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.