.arquivos

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

Quarta-feira, 26 de Julho de 2006
...

Olá,

Hoje, escrevo-vos em forma de carta!!! Uma carta singela redigida a um amigo, um manuscrito que poderia figurar num qualquer diário de um qualquer jovem adulto. Hoje, quero relembrar passados, considerar o presente e opinar sobre o meu eterno futuro… Atenção, nenhum projecto inicial decorre como previsto… Agora, o relógio mostra a hora tardia, mas como é cedo… Em mim tudo se faz tarde, mas desce-me um desejo incrível de despejar verdades e sentimentos que me habitam. Acreditem, estas são as palavras que a minha mente dita e meus dedos constroem, carregando tecla a tecla, formando palavras, frases, ideias… Hoje, a melancolia da semana passada não mora mais cá! Despejei-a no mar!!! Eu tinha avisado que não era moradia certa para tal sentimento que muito prezo. Sabe bem, de longe a longe!!! E hoje… Que sinto eu??? Não tenho saudades do passado, mas gosto de relembrar o meu percurso, retirar os verdadeiros ensinamentos de cada experiência e olhar em frente! Sim, não sou homem para ficar preso a ideais passados. Hoje, quero apenas reler os rascunhos do meu último ano, o meu primeiro ano gay! Assumi-me aos 25 anos! A luta foi difícil… Depois de três anos ao lado de uma mulher que muitos momentos felizes me proporcionou, não quero relembrar os péssimos (foram alguns, aliás muitos)… Tudo terminou com uma decisão minha… Encontrei o meu caminho! Sozinho, absolutamente só, abri uma nova porta, cortei a fita e inaugurei a minha nova estrada… Ninguém consegue imaginar os mil papões que quiseram assustar-me em cada noite de sonho… Ninguém imagina os tormentos que venci, os momentos que quis chorar, que desejei fugir e acabar!!! Ninguém imagina que aos 25 anos entendi que era gay e não tinha mais que fugir do meu ‘eu’… Mas… ninguém imagina o alívio, a satisfação, a tranquilidade que respirei quando entendi o meu percurso, entendi o meu objectivo. Ninguém entende e ninguém entenderá! Eu consegui! Venci! Aliás, tenho vencido! Sou um campeão??? Não, nem em sonhos, porque heróis, para mim, só na banda desenhada e, nesta vida real, acredito apenas que uma luz, uma força maior que todos nós, conseguiu levar-me a bom porto e mostrar-me o meu verdadeiro projecto neste mundo.Hoje, relembro agonias, choros, revoltas, dores, desesperos… Hoje, não desejo voltar a sentir todo o passado… Mas, meus amigos, hoje relembro essa carga emocional com um sorriso… Porque… Hoje, eu sei que me encontrei e lutarei sempre para seguir na estrada da vida afirmando o meu verdadeiro ‘EU’… Hoje, não minto mais… Hoje, eu sou eu!!! Quem não gostar, passe em frente que logo eu lhe passo ao lado!

 

publicado por Lover às 00:53
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Angel of Obscurity a 26 de Julho de 2006 às 17:16
Aii amigo, senti-te na plenitude de todo o teu ser, todo o teu EU..
É realmente importante uma pessoa encontrar-se.. saber o que é, como é, para assim poder ser verdadeiramente feliz.. O primeiro passo: aceitar e afirmar-se perante si proprio. Não em relação aos outros! Esses realmente, alguns claro, não merecem muito do que têm, pelo simples facto de tentarem tirar o sorriso dos nossos labios. O nosso sorriso é unico, é nosso, e ninguem pode, ninguem tem o direiro de o roubar.. seja de que forma for! Somos pessoas! Temos coração! Somos puros! Como tanta gente que existe, e esses devem ser valorizados.. Os outros??! Bem, esses desprezados, simplesmente.

Contudo, o nosso passado, todos aqueles momentos, sejam de dor, magoa, solidão, angustia, felicidade, alegria, nunca devem ser esquecidos.. devem ser mesmo recordados, assim como fizeste.. :) Pois sao eles que nos tornaram no que somos e no que ainda podemos ser.. Com eles aprendemos, crescemos.. E isso nao pode ser esquecido, tem o seu valor! Claro que nao é para viver constantemente com eles, a atormentarem-nos a vida.. Devem ser recordados e terem a sua importancia, assim como tu fizeste!!

As feridam saram, mas as cicatrizes ficam. E são elas o testemunho da nossa vivência! Toda ela importante!

Gostei tanto de te sentir neste texto amigo.. Mesmo muito! Disseste tudo!

Te deixo meu abraço, puro, de Angel, mas principalmente puro de amigo!! :)
*
De Trintinha a 26 de Julho de 2006 às 06:38
Amigooooooooooooooooo! É isso aí, vc deu o passo mais dificil, que é o primeiro.... Agora, o resto da caminhada é mais fácil ! Força, cherry!
Mil beijos!

Comentar post

.pesquisar