Visitas



Amigos

online

O Mundo

Locations of visitors to this page
.arquivos

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2006
...

Espero que o corrente ano tenha corrido pela melhor feição e que estejas pronto para dar início a mais uma grande corrida pelo mundo para presentear todos quantos merecem a tua atenção e carinho. Sinceramente, não sei se serei merecedor da tua atenção…

Este ano apaixonei-me, novamente, claro. A diferença, Pai Natal, é que decidi assumir a minha homossexualidade e, sinceramente, não sei se me aceitas como tal. Na verdade, há muitos seres que continuam a pensar que ser homossexual é possuir uma doença, ou um desvio mental… Será que tu, Pai Natal, também pensas da mesma forma? Um Senhor tão velho e de barba branca sempre impõe respeito e admiro toda a tua sabedoria, mas temo que sejas um pouco retrógrada e não possas aceitar a minha verdadeira essência. Será que não passas de um velho audaz e antiquado?

Pai Natal, poderia mencionar-te imensas coisas que fiz bem e outras mil que fiz mal. Sabes, Pai Natal, sou um ser como tantos outros que habitam neste nosso planeta e todos nós somos preenchidos de qualidades e defeitos. A perfeição é a qualidade dos inocentes ou dos ofuscados, eu apesar de míope consigo analisar bem os meus passos e reflectir sobre tudo quanto vivi. Poderia enviar-te uma lista imensa de tudo quanto me faz falta. Mas, Pai Natal, temo que não consigas dar-me aquilo que mais desejo. Na verdade, penso que ainda não tens o dom de colocar num pequeno saco, uma certa dose de saúde, outra de felicidade, mais uma de amor e outra de fortuna… Realmente, dinheiro será o mais fácil de obter… Eu contento-me com a saúde, a felicidade, o amor e grande força para continuar a lutar pela minha singela vida!

Obrigado, Pai Natal, por escutares este velho amigo teu que sempre soubeste presentear na infância e que, hoje, apesar de não ser o mais perfeito dos seres, segundo algumas mentes mais reduzidas da nossa sociedade, continua a acreditar em ti e na felicidade que podes proporcionar. Boa viagem, Pai Natal… Espero ver-te em breve!

- Esta é a minha carta ao Pai Natal, carregada de uma ironia sublime que é apenas minha! Feliz Natal!!! Ho! Ho! Ho!

 

publicado por Lover às 18:46
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Gaybriel a 20 de Dezembro de 2006 às 18:47
A melhor mensagem de Natal, é aquela que sai em silêncio dos nossos corações e no mesmo silêncio aquece com amor, amizade e muito carinho o coração de quem a lê!
Um Feliz e Santo Natal para ti e para os teus. Tudo de bom amigo! Ainda conversamos antes... :-) Abraço grande!
De Madalena a 19 de Dezembro de 2006 às 15:46
Só deixamos de acreditar no Pai Natal, quando deixamos que aquilo de menos bom que a vida tem, nos tira a magia dos sonhos... Não deixes de sonhar e acredita que o velhinho de barbas brancas sabe tudo o que fizeste de bem e também o que fizeste mal e saberá dosear na medida certa tudo aquilo que desejas... Eu desejo que ele te traga tudo isso e muito mais... Feliz natal... Beijo doce
De Samuel Ventoso a 18 de Dezembro de 2006 às 10:50
Que carta excelente ao Pai Natal meu amigo! Ao ler essa carta, senti vontade de chorar por tão emocionado ficar. Dizes coisas tão verdadeiras... as tuas palavras em todos os sentidos mostram a realidade da vida. Ser homossexual é tão normal como ser heterossexual, faz parte de cada qual, ninguém escolheu ser uma coisa ou outra, mas penso que todos têm o direito a serem felizes. E sinceramente os outros deixem as pessoas serem felizes como são, isso é que interessa. Estou sempre contigo até ao meu último fôlego de vida. Crê.
Que todos os teus desejos sejam cumpridos porque tu mereces, porque és uma pessoa maravilhosa, talvez algo de mais belo que conheci este ano, claro não desfazendo de outras pessoas. Li tudo o que escreveste e neste momento ao escrever-te isto, confesso, as lágrimas caem-me, talvez seja bom, talvez esteja a acontecer aquilo que faz tempo não acoontecia. Tu conheces-me um pedaço, sim, conheces. Obrigado por toda a tua atenção, por teres sido sempre um amigo e acredita que te prezo imenso.
A música que escolheste para fundo é profunda, amei, bem como o postal. Desculpa os desabafos mas hoje nem tenho palavras para descrever o meu estado de espírito. Estou a dizer-te porque sei que o posso fazer contigo.
O meu blog sofreu uma ligeira alteração, mas continua a ser o meu caixote de lixo, desculpa a expressão. Brevemente irei de férias... quero contudo que este Natal seja bem passado, certamente com o teu amor, que digo ser uma pessoa excelente, sempre foi desde a primeira hora, foi outra pessoa que também adorei conhecer. Para vós desejo o melhor do mundo. (As lágrimas continuam a correr-me). Pai Natal? Sim, só para as crianças, ele não sei se acompanha a evolução, ele está lá, mas é algo feito à medida de uma cultura retrógrada. Acredita amigo. Continuamos nós a lutar por tudo o que gostamos e amamos, é isto que dá sentido à vida. Sabes, estou com saudades de vós. Muitas saudades... olha, desculpa, vou telefonar-te apenas para te dar um olá. Se não atenderes, paciência, compreeendo que não possas, que tenhas os teus afazeres. Mas quero dizer-te que gosto muito de ti e neste mesmo desabafo ficaria em paz para todo o sempre. Mais uma vez obrigado por tudo o que tens sido para mim até ao dia de hoje. Bem hajas!
Abraços para ti e para o teu amor. Adoro-vos.
Feliz Natal e que a paz esteja sempre convosco. (Mais uma lágrima, foi uma estrela que se acendeu ... )
Samuel, o Ventoso, agora em: http://horassemnome.blogspot.com
De H e l d e r z i t o a 16 de Dezembro de 2006 às 23:54
Olá Lover!
Estive a ler os teus últimos escritos, já que não passo aqui há alguns dias. Adorei todos eles, especialmente, a tua carta ao pai Natal. Nem sabes, amigo... despertaste uma série de sentimentos e sensações positivas em mim! Obrigado!!!
Muito obrigado também pelos teus comentários!
Bom fim-de-semana!
Um grande abraço!!!
De Trintinha a 16 de Dezembro de 2006 às 16:40
Amigooooooooooooooooooooo! Tô passando prá te deixar um beijão de Feliz Natal! E que Papai Noel(Pai Natal) te traga bastante coisas boas, viu?
Te adoro!
Do outro lado do Atlântico,
Trintinha
De assim sou eu a 15 de Dezembro de 2006 às 18:05
Eis q chego eu aqui...e o q vejo?!!!
Vejo uma carta ao Pai Natal, fizeste-me sorrir:)))
Oh Meu LINDO Amigo, agora és míope, parece-me bem...
Bem, mas n concordo és um gajo 5 estrelas, e olha q eu sou esquesita...
Falando sério, uma das coisas q gostei de fazer este ano, foi conhecer-te(vos)...in my heart...


Beijo mui grande e um xiii


p.s.falta o arroz de polvo
De aquiloqueeuescrevo a 15 de Dezembro de 2006 às 16:47
"Será que não passas de um velho audaz e antiquado?" :'D
Genial! Adorei! Gosto da ironia, gosto do espírito!
Feliz Natal!
(E gosto deste bonequinho aqui ao lado que abre um presente e chora a seguir :P)
Beijinhos!
De Bruno Moutinho a 13 de Dezembro de 2006 às 21:05
Olha que nem sempre os velhos são retrogadas nesse sentido. Eu, por exemplo, tenho uma avó que sabe que tenho uma orientação sexual diferente e, ainda assim, continua a gostar de mim como sempre gostou. Respeita-me e nem sequer me trata de forma diferente. Infelizmente nem todas as pessoas são tão abertas. Vivemos numa sociedade em que a maioria tem uma mente "quadrada" e fechada.
Se tudo o que é diferente é visto como doença, eles que pensem como quizerem, desde que não incomodem quem quer ser feliz. O problema é que, muitas vezes, o fazem.

Gostei muito da tua carta ao pai natal. Toca em determinados aspectos que deveriam ser ouvidos.

Um feliz natal para ti e para os teus. Longe da hipocrisia da paz momentânea e floreada. Tudo de bom.

Abraços
De Gaybriel a 13 de Dezembro de 2006 às 12:24
Uma carta ao pai natal deveras original...e o postal então não lhe fica atrás!!! Já sabes o que quero para o Natal? Um exemplar desse postal, mas real!!! hahahahaha... O Pai Natal não existe para nós, pk nós sabemos que mesmo escrevendo uma carta, ele só dará ouvidos à inocência de uma criança para quem esta época tem brilho, tem magia! Para nós é a tradição de um momento em paz com a familia que amamos, mas sempre escondendo a nossa verdadeira essencia...pk se todos fossemos considerados "normais" o meu Natal, o teu e o de muitos seria sem dúvida mais feliz! Abraço grande meu anjo!
De JoÃO a 12 de Dezembro de 2006 às 22:42
obrigadissimo pelo teu comentario ao meu blo e pela tua visita, volta sempre que quiseres es mto bem vindo , gostei imenso da tua carta ao pai natal , mas a minha opiniao é que o pai natal tal como jesus ( dizem ) ama-nos a todos sejamos nós como formos,
Abraço grande e obrigado;
João

Comentar post


Eu...


E-MAIL: versatilidades_blog @hotmail.com



A Minha Marca

lover1.JPG


.pesquisar
 

Para ti


Olá...

Agradeço a tua visita ao meu blog...