De ruadosnomes a 19 de Fevereiro de 2007 às 01:02
RECORTES EMOCIONAIS

Emoções, recortes do coração
Tudo isso são pulsões em aberto
Deixo-te amigo, a minha dedicação
Mesmo londe, aqui fico perto.

Que mais possas saber...
Que nunca me esqueço
Gosto de perceber
Da amizade que mereço.

Emoções que vão avolumando
Partilho isto que sinto contigo
O nosso café, fica para quando?
Saudoso, meu estimado amigo?

Aguardo que algo possas dizer...
Assim que te seja possível
Traz o teu amor, vós belo ser
Lanchar o que seja apetecível.

Num abraço de gratidão...
Qual momento gracoioso!
Só na amizade há dedicação
O resto, é tudo ventoso.

Entre estas versatilidades...
Nos versos que vou escrevendo
Encontro as diversidades
Nos amigos que vou conhecendo.

Fica aqui a minha estima, acredita
Nestes simples versos para ti
São pedaços da minha escrita
Das versatilidades que vi.

Que o tempo te possa dar alegria
No desabrochar desse sorriso...
E possas emcontrar a cada dia
Tudo aquilo que é preciso.

Porto, 19.02.2007 - 01:01
Samuel, o Ventoso

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.